Culturas e resistências na cidade

Culturas e resistências na cidade

R$ 59,00
. Comprar  
Este livro propõe celebrar a cidade de uma maneira diferente: contribuir para divulgar ações e grupos que exercem seu potencial criativo nos espaços das favelas e das periferias cariocas. Isso porque, para falar sobre a cultura carioca, consideramos necessário lançar um olhar não apenas sobre as expressões e os espaços culturais tradicionais, mas também sobre um novo panorama que vem se fortalecendo nas últimas décadas: o da cultura da periferia.

A justificativa é simples: é exatamente nesses lugares que, ao longo da história, a arte e a cultura vêm pulsando e se revelando, surpreendendo com uma imensa variedade de manifestações. Foi assim, por exemplo, com o samba , que se tornou símbolo da cultura local e nacional. Nos locais em que a cultura da periferia brota, revela-se uma grande capacidade criativa, seja no teatro, na literatura, na música, no cinema ou através de outras de suas diversas modalidades. Suas ações revelam também novos espaços - originais, autênticos, por vezes surpreendentes. São locais de criação, apresentação e convivência, muitas vezes conhecidos apenas pelo público local, invisíveis para além dos limites de suas comunidades. Apesar de sua grande importância, o manto de invisibilidade que os envolve faz com que quase nunca sejam registrados como equipamentos culturais oficiais e legítimos da cidade do Rio de Janeiro.

O livro Culturas e resistências na cidade apresenta experiências culturais inovadoras, narradas por artistas, pesquisadores, professores, estudantes e ativistas sociais que acreditam no seu potencial para legitimar práticas, etnias e direitos, contribuindo para a consolidação da memória e do patrimônio carioca e fluminense.
Este livro propõe celebrar a cidade de uma maneira diferente: contribuir para divulgar ações e grupos que exercem seu potencial criativo nos espaços das favelas e das periferias cariocas. Isso porque, para falar sobre a cultura carioca, consideramos necessário lançar um olhar não apenas sobre as expressões e os espaços culturais tradicionais, mas também sobre um novo panorama que vem se fortalecendo nas últimas décadas: o da cultura da periferia.

A justificativa é simples: é exatamente nesses lugares que, ao longo da história, a arte e a cultura vêm pulsando e se revelando, surpreendendo com uma imensa variedade de manifestações. Foi assim, por exemplo, com o samba , que se tornou símbolo da cultura local e nacional. Nos locais em que a cultura da periferia brota, revela-se uma grande capacidade criativa, seja no teatro, na literatura, na música, no cinema ou através de outras de suas diversas modalidades. Suas ações revelam também novos espaços - originais, autênticos, por vezes surpreendentes. São locais de criação, apresentação e convivência, muitas vezes conhecidos apenas pelo público local, invisíveis para além dos limites de suas comunidades. Apesar de sua grande importância, o manto de invisibilidade que os envolve faz com que quase nunca sejam registrados como equipamentos culturais oficiais e legítimos da cidade do Rio de Janeiro.

O livro Culturas e resistências na cidade apresenta experiências culturais inovadoras, narradas por artistas, pesquisadores, professores, estudantes e ativistas sociais que acreditam no seu potencial para legitimar práticas, etnias e direitos, contribuindo para a consolidação da memória e do patrimônio carioca e fluminense.
 
• Prazo para postagem:
Veja também